Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \30\UTC 2009

“Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo. E deu-lhe o poder de exercer o Juízo, porque é Filho do homem” João 5.26-27

Por que o cristianismo é tão diferente das religiões do mundo?

É  porque o cristianismo não é uma religião. É um relacionamento com o Deus vivo. Jesus, o Filho de Deus Pai, e segunda pessoa da triunidade, é a figura central de nossa mensagem evangelística.

Hoje, muitas vozes estão fazendo outras afirmações. Os ateus dizem que não existe Deus. Os politeístas podem permitir que Jesus seja um entre muitos deuses. Quando o evangelho é pregado em países do Extremo Oriente, os evangelistas têm de lembrar quando fazem o convite para aceitar a Cristo,  deixando claro para os ouvintes que eles estavam deixando todos os outros deuses e voltando-se para o verdadeiro Deus vivo que é revelado nas Escrituras.

Os evangelistas, como embaixadores da parte de Cristo (2 Coríntios 5.20), ousadamos ecoamos a ressonante convicção do apóstolo Pedro quando ele afirmou: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo (Mateus 16.16). O título “Cristo” significa ” 0 ungido”. É  o termo, em língua grega, para a antiga palavra hebraica “O  Messias” ( Ha Mashiach) – o ungido a quem Deus enviaria para salvar seu povo.

Pedro e seus seguidores judeus, os primeiros cristãos da igreja primitiva, reconheceram Jesus Cristo como o Messias prometido no Antigo Testamento. Seu período na história do mundo era de desespero e desencorajamento. O Messias prometido  surgiu como um farol nas trevas, e sua luz nunca diminuiu.

“Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens […] a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo” João 1.4,9

“Nosso Deus e Pai, brilha através das trevas e afasta o mal. Jesus, sei que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E eu sei que tu és o Rei do reis. Eu te louvo e te adoro, Senhor. Coloco minha confiança em ti. E tiro meu estímulo  e força de ti, em cujo nome eu oro. Amém”.

Anúncios

Read Full Post »

“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”. João 5.24

Embora seja difícil para nós crermos, contudo é verdade – Deus não  forçará a nova vida em nós,  contra nossa vontade. Precisamos estar . prontos para receber Cristo como Senhor e Salvador com todo nosso coração. Então o milagre do novo nascimento acontece. Deveria ser fácil para nós crermos no novo nascimento, como é acreditar na bomba atômica.

Eu sei pouco a respeito da fissão nuclear, ou de urânio e ooutros elementos usados na fabricação de explosivos nucleares; contudo eu acredito que a bomba atômica  foi desenvolvida, usada e causou danos terríveis – e isso você também acredita. Mas como podemos crer que isso existe se não temos conhecimento científico de como é construída e como funciona?

A resposta é obvia – lendo os relatos de sua natureza e funcionamento, e por acreditar neles e aceitá-los. A mente humana possui a habilidade de aceitar ou rejeitar qualquer coisa que lê ou escuta.

Eu gasto muito do meu tempo examinando as páginas de um livro – a Bíblia. Ele tem a mensagem para cada um de nós, e esta mensagem é: “Necessário vos é nascer de novo”.

Esta mensagem contém tanto um mandamento como uma promessa. Implica a possibilidade de que eu possa ter uma natureza nova, mudada, transformada. Também implica  mais enfaticamente que eu nunca veja o reino de Deus, a menos que nasça de novo. Você já aceitou  o Cristo da Bíblia em seu coração e sua vida?  Se não, essa vida ilimitada ainda não lhe pertence. Se você já abriu seu coração para ele, já é sua!

Nosso Deus e Pai, obrigada por permitir que fôssemos nascidos de novo e entrássemos para a tua família, a Igreja. Obrigada por tornar possível para mim ter uma natureza nova, mudada, transformada – uma natureza mais parecida com a tua. Faze de mim como tu, Pai. Através do poder de Cristo. Amém.

Read Full Post »

“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”. Hebreus 4.16

Já fiz anteriormente aqui neste espaço esta declaração que  repito agora.  Hoje, nada do que faço, eu deixo de pedir a participação de Deus.    Pensava antes que era pretensão agir assim, porém vejo de modo diferente esta  relação que desejo ter com Deus.

Se eu declaro que o Espírito de Deus habita em mim, o lógico então é que eu tenha a certeza desta presença abençoadora em minha vida e pedir, convidar, consultar a esse Deus que está em mim,  que tenha a primazia em tudo na minha vida. Sei que não sou tão boa anfitriã deste hóspede tão gentil e frequentemente cometo indelicadezas para com Este que me honra sobretudo e que é digno de todo o meu louvor e adoração, mas é tão maravilhoso saber que o Senhor está atento a mim, por isso não há outro modo de agir, que não seja orar sempre. Quando oramos, falamos com Deus, depois de apresentarmos-lhe a nossa petição, precisamos silenciar para podermos ouví-lO.

Devemos orar sempre, buscando sabedoria, entendimento, os dons do Espírito. Devemos orar, intercedendo  pelas nossas famílias, pela nossa cidade, estado, nação, pelos nossos governantes. Sei que esta parte ultimamente tem sido difícil. Há tanta coisa triste e desagradável acontecendo. Mas, com relação a estes escândalos que são subsequentemente apontados pela imprensa, creio que a revelação de tudo isso que estava oculto,  é resposta à oração de muitos cristãos que buscando cumprir ao preceito bíblico ora pela nação, pelos seus governantes. Preciso é também que oremos pela salvação deles.

Não somos donos de nosso destino, nem como  nação. Como podem as pessoas se vangloriar de poderem controlar seu próprio destino, quando elas não podem sequer controlar um virus, invisível mesmo com poderosos microscópios.

A nova gripe, A – H1N1, surge como ameaça de pandemia, transtorna a vida das pessoas, negócios, viagens, tumulto, pânico.

Como pode, também o povo dos Estados Unidos da América, apesar do poderio militar, riqueza, poder de “sherif” do mundo, insistir que são donos do próprio destino, quando a história testifica que Deus moldou o destino daquela nação.

A nação foi fundada por pessoas que acreditavam na oração. Quando o governo americano estava em processo de formação, Benjamin Franklin dirigiu-se ao presidente da Convenção Constitucional, reunida na Filadélfia em 1.787, dizendo: “Eu vivi, senhor, um longo tempo, e quanto mais eu vivo, mais provas convincentes eu vejo esta verdade: que Deus governa os assuntos dos homens. E se um pardal não pode cair ao chão sem que ele percebe, é provável que um império não possa surgir sem a sua ajuda”.

A semente do cristianismo evangélico, foi trazido ao Brasil por missionários americanos no século 19, e de lá tem saído missionários para todo o mundo. E muito há que se refletir sobre o fato de que o próprio dinheiro daquele país ostenta a profissão de fé dos fundadores, os pais da pátria: “em Deus nos confiamos”.

Hoje, o mundo está sendo levado numa correnteza impetuosa da história que está saindo fora do contrôle. Existe apenas um poder disponível para redimir o curso dos eventos, e esse é o poder da oração de pessoas que temem a Deus e crêem em Cristo.

Não tenho ainda tido oportunidade de conhecer condutas de fé, edificantes, que certamente devem existir entre líderes brasileiros, porém quando se fala em homens públicos, estadistas, não há como deixar de lembrar de Abraham Lincoln, o presidente amado e legendário dos Estados Unidos, que durante os tumultuados anos da Guerra Civil, disse:  “Eu fui levado aos meus joelhos muitas vezes, pela convicção esmagadora de que não tenho outro recurso. Minha própria sabedoria, e tudo a meu respeito, parece insuficiente para o dia”.  Que nossos líderes fossem humildes assim hoje!

Nosso Deus e Pai, tu és Aquele que coloca os governos no lugar e os derruba segundo a tua santa vontade. Dá aos nossos líderes governamentais humildade e dependência da tua sabedoria, Ajuda-me a apoia-los, Pai, sabendo que a eleição e a autoridade deles depende de ti. No nome de Jesus. Amém.

Read Full Post »

“Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou  e realizar a sua obra”.

João 4.34

Penso que a maior dificuldade que vivemos é reconhecer se aquilo  que estamos fazendo é a vontade de Deus.  Sabemos que nada pode ser melhor em nossas vidas do que aquilo que o Senhor tem reservado para nós.

Somos admoestados a buscar a vontade de Deus. Em efésios 5.17 lemos: “Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor”.

Conhecer a vontade de Deus é a mais elevada de todas as sabedorias. Jesus disse: “Se alguém quiser fazer a vontade dEle,  pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se falo de mim mesmo”.( João 7.17)

Viver no centro da vontade de Deus prevalece sobre toda falsidade das religiões e coloca o selo de verdadeira sinceridade sobre o nosso serviço a Deus.  Como a Bíblia diz:  “Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus” (Efésios 6.6).

Nós  deveriamos  cobiçar a vontade de Deus para sua vida mais do que qualquer coisa no mundo. Nós podemos ter paz em nossos corações  com pouco, se estivermos na vontade de Deus, mas podemos ser miseráveis  com muito, se estivermos fora da Sua vontade.

Nós podemos ter gozo na obscuridade, se estivermos na vontade de Deus, mas pode ser infeliz com riqueza e fama, fora da Sua vontade.

Nós podemos ser felizes em meio aos sorimentos, se estiver na vontade de Deus, mas pode ser desgraçado nas riquezas, fora da sua vontade.

Nós podemos estar calmos e em paz no meio da perseguição, enquanto estivermos na vontade de Deus, mas podemos ser  miseráveis e derrotados no meio de aclamações, se estivermos fora da sua vontade.

Toda vida depende deste ponto principal: a vontade de Deus. Então, é muito importante que descubramos o Seu plano para nossas vidas.

Você já descobriu o plano de Deus para sua vida? Você já perguntou?  Ele lhe responderá ao âmago do seu ser, se você se dispuser a ouví-lo, com toda a honestidade no seu coração.

Nosso Deus e Pai, quero ser sábio e viver no centro da sua vontade. Dá-me esta sabedoria. ensina-me como viver para ti nas diferentes áreas da minha vida. Mostra-me a verdadeira religião e como praticá-la. Quero ser pura e santa como Jesus Cristo, em nome de quem eu oro. Amém.

Read Full Post »

“…porque Deus é amor” I  João 4.8

Ontem, ao final da tarde, a Globo News  noticiou que  Michael Jackson tivera uma parada cardíaca e estava muito mal. No mesmo instante ocorreu-me que ele já estava morto, o que se confirmou à noite. E a partir daí  o mundo todo se mobilizou porque o “rei” da pop  music estava morto. Confesso que nunca me detive muito no pop star. Lembro-me do tempo de Jackson Five, que era uma graça e depois recordo que o “Triller” me causou mal estar. Compreensível. Não é a minha praia. Acompanhei as notícias durante todos esse anos, sempre me surpreendendo com as excentricidades do astro.  E apenas hoje, acompanhando os especiais todos em homenagem ao “rei”  morto, detive-me em refletir um pouco mais sobre as causas do comportamento tão controverso . Vi uma entrevista recente de Michael por Oprah Winfrey, em que ele revela a intensidade dos efeitos da infância roubada, e o preço que isso tudo lhe causou e que o conduziu a uma “busca pelo gozo nos lugares errados”.

A boa influência da mãe, que era cristã, e ele iniciou a vida artística cantando em coro de igreja, com a família, esta foi abafada e ele foi como acontece com  muitas vidas, de estrelas do mundo artístico. Ele foi contemplado por Deus com um talento, uma voz, porém o mundo o devorou. Que pena que tenha sido assim…

Há uma música antiga, uma canção popular, que incluía o seguinte verso:  “Estive buscando o amor em todos os lugares errados”. Esta é uma declaração profunda.    Há uma outra música,  cristã que coloca em perspectiva  o desespero de buscar o amor em lugar errado. “Você procura em vão por algo: agora voce não quer aquilo que encontrou…”

Quantas vezes você encontrou o que estava procurando, para perceber que não lhe trouxe a satisfação que você pensou que lhe traria?      É a maior frustração. Essa busca frustrante que nunca termina, se estivermos buscando realização nas coisas deste mundo,  nunca foi melhor expressada do que nesta frase, de autoria desconhecida, mas que poderia ser dita por qualquer um de nós: “Tudo o que eu quero é um pouco mais do que tenho agora”.

Procuramos amor, aceitação, gozo em nossas carreiras, no dinheiro, no poder, em toda sorte de coisas materiais, mas se elas nos trazem um gozo permanente, não teríamos o testemunho de milhares de pessoas no mundo estão dizendo isso?  Não teria alguém escrito um livro, cujo título seria: “Eu encontrei gozo, amor, aceitação e perdão no meu novo Mercedes Benz”?

O restante da música cristã referida  acima é:  … coloque Jesus em primeiro lugar em sua vida, e sua vida mudará”. Ordem é algo importante em tudo  o que fazemos. Colocando a Jesus Cristo e sua vontade para sua vida em primeiro lugar, todas as coisas se colocarão em seus lugares. Quando Cristo está fora do lugar, ou embaixo  em nossa lista de prioridades, nossa vida toda está de cabeça para baixo.

Tente colocar a Cristo primeiro e observe como sua vida mudará. Você descobrirá onde encontrar o amor, a paz,  o gozo e a aceitação que está procurando.

Quando convidamos Jesus para ocupar nosso coração, nossa mente também se torna a sua mente e nossa vida produzirá os frutos que  Ele semeia.

Nosso Deus e Pai, sei qeu a verdadeira alegria vem de ser um contigo e com teu Filho, Jesus. Oro por uma confiança e uma fé maiores em ti, Senhor, e menos confiança nas coisas desta terra que passaraão. Ajuda-me a procurar alegria no lugar certo – em Cristo Jesus, meu Salvador, em cujo nome eu oro. Amém.


Read Full Post »

…”Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido, porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste a verdade”. João 4.17-18

Em nosso país, milhares de nós cristãos temos nos tornado muito confortáveis. Estamos muito sossegados neste mundo. Deixamos de desafiar o mundo no qual nos movemos; e se Deus quisesse fazer uma grande obra em nosso tempo, provavelmente seriamos deixados de lado.

Em João 4.9 lemos: “porque os judeus não se comunicam com os samaritanos”. Os discípulos devem ter pensado que os samaritanos estavam completamente fora do reino de Deus. Talvez eles pensassem que esses “estranhos” eram inalcançáveis e intocáveis pela mensagem.

Quantos cristãos desistiram de tentar ganhar seus vizinhos, seus sócios nos negócios, seus amigos de escola  para Jesus Cristo? Eles pensam que estas pessoas são totalmente desinteressados.

Talvez aquele amigo ou vizinho esteja observando você com muito cuidado para determinar se você sustenta sua crença com sua vida.

Alguns de nós já determinamos em nossas mentes que Deus não tem intenção de alcançar tal pessoa e que – eles são muito duros; eles não estão interessados; eles são muito materialistas;  eles são tão cheios de pecados, concupiscência e orgulho que são inalcançáveis.

Por isso quando a mulher de Sicar que tinha tido seis “maridos” se converteu a Cristo, os discípulos estavam surpresos.  A história da igreja cristã relata que muitas pessoas que foram usadas por Deus eram grandes pecadoras  e pareciam inalcançáveis. John Newton, foi um traficante de escravos da África, e um dos maiores pecadores  pela sua “profissão” . Quem poderia acreditar que ele seria um dia clérigo da Igreja Anglicana e se tornaria um dos maiores escritores dos hinos de todos os tempos, ele escreveu “Graça Maravilhosa”. Também Paulo, o apóstolo, antes fora Saulo, o perseguidor, que legou-nos uma obra maravilhosa, com sua vida em Cristo.

Muitas vezes Deus toma a pessoa absolutamente impossível e a transforma pela sua graça, misericórdia e providência para ser um poderoso servo de Deus. Não desista de ninguém. Não existe alguém além da graça de Deus.

Nosso Deus e Pai, faze da minha vida um reflexo de ti a fim de que meus amigos e vizinhos não tenham dúvida da tua existência, do teu poer e misericórdia. Ajuda-me a ver aqueles que estão perdidos como tu os vês. Dá-me coragem para tocá-los com a tua graça salvadora. Isso eu te peço em nome de Jesus Cristo. Amém.

Read Full Post »

“Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede e não venha aqui tirá-la” João 4.15

Esta é para mim uma das mais impactantes passagens da vida de Jesus entre nós,  pela generosidade do seu conteúdo, pois relata Jesus rompendo como lhe era o hábito com os preconceitos e as práticas sectárias do povo naqueles tempos, aliás ainda presentes no hoje.  O encontro com a Samaritana, à beira do poço, em Sicar, cidade de Samaria, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali, a fonte de Jacó. Jesus estava cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isso quase a hora sexta.  – Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. Porque os seus discípulos tinam ido à cidade comprar comigo.  – Disse-lhe, pois, a mulher samaritana (porque os judeus não se comunicavam com os samaritanos) ?…

Esta mulher que surpreendeu uma cidade, que fez com que as pessoas se adiantassem para conhecer a Cristo, foi uma mulher transfomada, mudada. O poder de Cristo a transformou, e nessa transformação estavam envolvidas duas coisas.

Primeiro, ela se arrependeu de seu pecado. A única coisa que pode estar impedindo o reavivamento de sua vida, de sua igreja, de seu lar, de sua comunidade, pode ser o pecado do qual não houve arrependimento. Deus só pode usar vasos limpos.

A segunda coisa no preparo do instrumento foi oração. Ela disse:  “Dá-me”, e que intensidade de desejo deveria haver naquela oração! Portanto ela se arrependeu de seu pecado, ela creu que Cristo era o Messias, e ela começou a orar. Esta mulher simples foi usada para transformar uma cidade inteira.

Depois da experiência desse dia, a Escritura diz que Jesus estava com eles. O reavivamento não é nada mais nem menos do que a presença de Cristo no coração, no lar, na comunidade, na nação.  É a aplicação prática deste fato que desesperadamente precisamos que funcione em nossa vida.

O clamor do profeta do Antigo Testamento foi: “Oh! … Se os montes se escoassem diante da tua face!” (Isaias 64.1)  Nada menos do que isso funcionará. O salmista clamou: “Não tornarás a vivificar-nos, para que o teu povo se alegre em ti?” (Salmos 85.6)

Nossa maior necessidade neste momento de confusão e revolução é um despertar moral e espiritual. Contudo, este despertamento moral e espiritual não virá até que o povo de Deus se arrependa de seus pecados, creia com todo o seu coração e comece a orar.

Este reavivamento deve começar com individuos. Nas palavras de um velho hino:  “Senhor, envia o reavivamento e que comece em mim”

Deus não descuida daqueles que anseiam por beber do “seu rio” e aumenta-lhes a sede, para que as águas do rio do Seu amor, cheguem até nós, matem a a nossa sede e limpem o nosso interior. O Senhor é o rio, o Senhor é a fonte!.

Nosso Deus e Pai, por favor, usa-me como usaste a mulher no poço, para trazer reavivamento para mim mesma primeiro, depois para minha família, meus amigos e minha comunidade. Faze de mim um instrumento para empurrar e impelir na direção de um despertar moral e espiritual em nome de Jesus, que veio para trazer reavivamento para todas as pessoas. No abençoado nome dEle eu oro. Amém.

Read Full Post »

Older Posts »